quinta-feira, 21 de fevereiro de 2008

O Marco do tecno-carimbó

O Marco André é a voz da terra-nossa-encantada.


Bóia sobre rios da poesia.
Pesca cardume de canções.
Rema ternuras.Rima Amores.
Ruma mundiando paixões.
É o nosso caboclo ganhando todos os oceanos da
música

....


RF: A Amazônia é grávida de som ?
.
Marco: É groove, é grave, é grávida de som.É zoada, rajada de megatons.
.
RF: Qual pajé cura saudades da terrinha ?
.
Marco: Nenhum.(risos)Não deixo que o feitiço da saudade acabe. Não consigo me desvencilhar dos rios que me habitam.Eles permanecem eternos e mandigueiros.Que me retenham sempre nos tubos de suas ondas, na magia dos seus encantos.
.
RF: Que inspiração lhe puxa as orelhas ?
.
Marco: A que sente o ranço da preguiça se instalando no meu "sol fá" da sala.(risos)
.
RF: O amor que não perdura é duro de ser verdade ?
.
Marco: O amor não se constrói com as diferenças.É o exercício da paciência.Se não perdurar pede-se falência.
.
RF: Sumano dorme de bubuia em Copacabana ?
.
Marco: Não, sumano gosta da Gávea.Hoje dormir com a Princesinha do mar é fazer amor com o medo.Prefiro a tranquilidade do bairro que moro.
.
RF: Quais as trincheiras da música popular paraense ?
.
Marco: Uma delas é a sigla MPP.Você conhece MPRJ, MPSP, MPMG, MPPE ? Por que teimamos em nos excluir da MPB ? Nós nos entricheiramos dentro de nosso próprio umbigo.
.
RF: Onde você pesca melodias ?
.
Marco: Pelos becos do meu labirinto, eu vou me seguindo,eu vou me seguindo...
.
RF: Sua música está mundiando seu destino ?
.
Marco: Estou mundiando o destino de minha música.O meu Pará está em mim.Já dizia o Paranatinga: - "Só é universal quem parte da raiz".
.
RF: O que retumba no seu peito de rios ?
.
Marco: O carimbó."Carimba menina, carimba carimbó que nina.Com as rimas, as primas da minha viola, chora carimbó que anima".(cantando)
.
RF: A cultura de raiz está bem casadinha com a parafernália tecnológica ?
.
Marco: Qualquer casamento é com a verdade.O encontro da minha caboquice com o som imposto pela gringalhada faz surgir o mais paraoara dos Marcos .(risos)
...

2 comentários:

Marco disse...

Obrigado poeta, vc sempre nos dando carinho. Abraços

RACHEL disse...

Égua dos manos, de nós, em outros tais. Adorei pra caramba!
Bjus Aranha