sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Para Iô.

Tu me fazes
noite azul
E assim começa
a tua lua em mim
.
(Ronaldo Franco)

5 comentários:

jac rizzo disse...

Que o luar, então, seja pleno e claro!

Besos!

Anônimo disse...

Poetinha Ron, esse poeminha vale mil poemas. É lindo.
Wania Bentes

Adina Bezerra disse...

Quão felizarda é a Iô, quem sabe um dia encontro encontro um poetinha que verseje para mim? rsrs

Márcia Bussolotti disse...

Interessante essa internet..., não sei como vim parar aqui..., e confesso que gostei!
Já estou te seguindo.
Parabéns a "LÔ".
Felizarda!

Te convido a visitar meu blog.
Abraços.

Anônimo disse...

Rapaz ou eu sou muito burro, ou o que crias falta criatividade,algo como um brilho a mais pra ter sentido.
Olha essa poesia de porre:
Sexo!?
sexo precisa ser inventado.
No homem erigido e na mulher cavado.

esse papo de muita abstração,entedia até a leitura rs