segunda-feira, 10 de maio de 2010

Verena (no Teatro do Centur)
Belém musical não pode existir sem a leveza de sua voz.
.
***

2 comentários:

Verena disse...

Oi querido!!Mais uma vez to aqui no seu blog.
É sempre uma honra!!
bjo grande!!

Rupf Produções disse...

é pequenina nossa Verena,
delicada, tão meiguinha,
quando solta a voz uma gigante...


Linda amamos você.

Geuliana Rupf