quarta-feira, 1 de dezembro de 2010


* Poeminha de Ronaldo Franco
.
Nesse caminho
poeta Drummond
temos o privilégio
de voar voar
sobre os sofrimentos
das pedras
nem tão longe
e nem perdido de mim
e bem perto
de um duende
fora do mapa
e da floresta do cotidiano
na delícia
de ser passarinho...
.
Obs: a foto que ilustra o poeminha > foi "roubada" do álbum orkutiano do jornalista Elias Ribeiro Pinto. Perdoe-me, amigo.
***

2 comentários:

ELIAS disse...

Não tem de que, companheiro. Aliás, essa tabuleta fica logo em seguida à minha maloca reservada no bucólico (tanto quanto a tabuleta) restaurante Terra do Meio, de onde sou doce cativo. Depois de umas jamburanas, essa trilha leva ao país das delícias, cujo mapa se oferece às nossas vistas xamânicas.
Ah, a foto é da minha filha mais velha, Clarice.

RACHEL disse...

Amigos,
O blog é feito de amigos, uma imagem roubada aqui e outra ali, pedoada ou não pelo amigo roubado, reitera o carinho existente em nós!
o blog está lindo!
Um bjo