domingo, 6 de fevereiro de 2011


o destino
em canoas
sem remos
para os rumos
dos rios
onde nadam
peixes com sede
em águas claras
cansados de refletir
esperas...
.
(RF)
.
***

Um comentário:

Odara disse...

Meu maior orgulho, nossos rios!

Lindo poema, como sempre.