terça-feira, 14 de julho de 2009

Da paz de Julho

Foto Iô A borboleta e o menino grande:
A poesia voa...e não pode existir sem o poeta
que quer voar...

Foto: RF Essa retirada macia do sol
no azul suave de Julho

Foto: LuizaE essa suavidade
se reduplica sem cessar
.
***

15 comentários:

papistar_nunes disse...

Mon Dieu c'est le paradis!!!Bisous

JéssicaN. disse...

Não tem o que comentar, a beleza dessas fotos me trás a infinita paz =]

beijoscomgostodecupuaçu

neilce disse...

Estas paisagens fazem a alma respirar. Perfeitas. Como sempre seu blog nos surpreende pela delicadeza de seu olhar sensível.

Anônimo disse...

Que bom se ver poesia e amor.
Lindo o seu blog.Algumas pessoas
comentaram tanto o seu blog, que me trouxeram até aqui.
E eles tem razão.É o blog mais sensível e bonito de Belém.
Parabéns.

Helô Brabo.

Anônimo disse...

Fotos e Textos,Tudo Lindo! Lindo! Lindo!

Eunice Brandão

PARAUARA NEWS disse...

No verão, Ronaldo, vc faz juz ao codinome: passaro sem pouso.

Mar Arável disse...

O ciclo das marés

Anônimo disse...

Que lugar é esse, poeta?

Lourival Lobato.

Jac. disse...

Lindas imagens!
A poesia é leve, assim como
os pensamentos e sentimentos
dos poetas!

Voemos todos, então...

dyanna disse...

Beautiful pictures.Your blog is very nice.

Anônimo disse...

Sua poesia convida para um mundo mais humano.Adorei o blog.Voltarei sempre.

Hélida Feitosa

Anônimo disse...

Você é um homem sensível.Um verdadeiro poeta.
Gosto muito do seu blog.E estou recomendando, para os amigos, o
seu blog maravilhoso.

Abraços de Yolanda Cavalcante

Anônimo disse...

Linda fotografia.Lindo texto.

Vanja Orandi

Anônimo disse...

O seu blog é comentado em todo lugar.Com justa razão.Ele é um documento de que a poesia existe.E existirá sempre.

Paulo Rebello

Anônimo disse...

Que lugar lindo e poético.

Lourdes Araújo