quinta-feira, 3 de junho de 2010

A Culpa É Dos Professores? Carta do professor Marcos Santos > marcos.biolmarc1@gmail.com < para o jornal Diário do Pará
(02.06.2010)
.
O que é prejudicial ao aluno?
No Pará as escolas estão sucateadas, faltam carteiras, quadros e pasmem, giz.
Na própria Seduc é preciso fazer vaquinha entre os funcionários para comprar material de expediente , essencial para as atividades de uma secretaria deste porte.
E a culpa é dos professores?
.
Falta merenda, fardamento, material didático e de consumo nas escolas, perguntem aos seus filhos.
.
Muitas vezes para poder haver aula é preciso fazer rodízio de sala e muitas turmas ficam dois dias sem contato com o professor, pois não tem na sala de aula ventilador ou mesmo fiação elétrica.
E a culpa é dos professores?
.
E a segurança?
Existem bairros onde o professor entra e sai com escolta policial e as aulas noturnas não acontecem por ameaça de traficantes que vão buscar quem os desafiam na sala de aula.
.
Não recebemos vale transporte, herança de Almir Gabriel mantida por este governo.
.
Aposentadoria especial só existe na Constituição, este direito é negado por este governo.
.
Quero afirmar que o dinheiro gasto em propaganda nestes 4 anos de governo daria para ser usado muito bem em educação e saúde e evitado estas greves.
.
Sim , somos culpados!
Acreditamos em um governo que invistiria em educação de qualidade, e isto passa
pela valorização dos profissionais de educação.
.
Apoiamos uma proposta de governo onde a educação seria a menina dos olhos e parece que o Estado ficou caolho.
.
O que temos é este governo que em 4 anos conseguiu a façanha de colocar 4 secretários e deixar
o Pará entre os piores indicadores da educação do país.
.
O governo acena agora com um PCCR que, após 4 anos de discussão, foi enviado sem nenhuma das propostas exaustivamente debatidas com os trabalhadores em educação.
.
***

4 comentários:

Anônimo disse...

Professor: Nossos votos espalhados pelo Pará vão dar ao governo da senhora Ana Júlia o que ela merece.
É só esperar.3 de outubro está chegando.
Goretti Pena de Óbidos.

Anônimo disse...

A senhora governadora se deixa levar pelos seus jovens assessores
que não conhecem o povo do Pará.Coitadinha.Jovens que nem sabem andar de ônibus.E outros que esqueceram como andar de ônibus.Essas pessoas que não suportam o cheiro do povo,o cheiro do trabalhador de nossa terra.E provavelmente por isso, a senhora Ana Júlia, não repita os votos dos professores, dos bombeiros,do povo que tanto acreditou no coração de uma mulher.
Sua administração está lhe levando para a história do Pará , como a governadora que traiu a confiança dos que foram a militância para a sua vitória e a nossa derrota.
Estamos prontinhos, senhora governadora, pra lhe dar a resposta que uma traidora merece.
Abraços de Olga Sales.

Anônimo disse...

A governadora é boazinha, gente.Vejam bem,ela está distribuindo tratores,inagurando pontes,escolas,está inaugurando o Pará com excelentes obras.Não importa que seja agora na proximidade da eleição,porque é pra enganar o povo, gente.Como vocês são burros.A governadora é muito boazinha.Vocês não sabem? Pois bem, vou contar.Ela não ia deixar o governo sem ver, pelo menos uma única vez o interior, o caboco que ela pensa que é burro, minha gente.Vocês não estão vendo, gente? Ela tá que tá passeando no interior.Só não vê quem não quer, gente.
Josefina Meira.

Elvira disse...

É professor...não é fácil lecionar num Estado onde não se priorisa a educação. Não é fácil formar jovens com uma mentalidade voltada para a cultura quando em suas casas falta o básico, não é facil ser estudante pobre em um país¨"rico" para poucos. Lendo sua carta, cada vez me convenço mais que ainda se pudesse, se vocaçaõ tivesse, não seria professora. Penso que em todas as profissões existem desencontros e desilusões,mas vejo no magistério a mais dolorosa de todas, pois ao meu ver deveria ser a profissão mais valorizada, pois pelas mãos de voçes professores, passam vidas e histórias, algumas bem marcantes como as que tenho em minha memória de estudante. É por voces que hoje posso ler, compreender e comentar sua carta.Obrigada!