sábado, 28 de março de 2009

A mulher que passa...

Vai tua vida
Teu caminho é de paz e amor
.
Oh, a mulher amada é como a onda sozinha andando na praia...

.
Meu Deus, eu quero, quero depressa
Eu quero-a agora, sem mais demora
Leve como um resto de nuvem:mas que seja nuvem
.
Ah, que a mulher dê sempre a impressão de que se se fechar os olhos
Ao abri-los ela não mais estará presente
Com o seu sorriso e suas tramas.
Que ela surja, não venha:parta, não vá
E que possua uma certa capacidade de emudecer subitamente e nos fazer beber
O fel da dúvida.
.
E em sua incalculável imperfeição
Constitua a coisa mais bela e mais perfeita de toda a criação inumerável.
.
* Versos de Vinícius de Moraes.
.
***

3 comentários:

Compondo o olhar ... disse...

vinicius sempre vinicius... amei!!

hora do planeta, hj as 20:30 apague as luzes por uma hora da sua casa, onde vc estiver... participe!!! o planeta agradece.

bjocas

Multiolhares disse...

Vinicius com os seus belos poemas,
muito bonito
Bj

Anônimo disse...

belissimo poema mesmo querido....
gostei da foto também...rs.beijos.nancy pessoa