sábado, 25 de abril de 2009

Neste domingo > no Diário do Pará

Neves
O jogador Neves - considerado pela crônica esportiva o maior ponta-esquerda que o Pará já teve, um baixinho arisco que ciscava como ninguém por aquele canto, hoje esquecido, do mundo da bola - morreu na quarta-feira passada, aos 64 anos.
.
Em memória do atacante azulino, neste domingo, em sua página no "Diário do Pará", Elias Ribeiro Pinto transcreve trechos de uma entrevista que o craque concedeu, em 1975, ao extinto jornal "Bandeira 3", um marco no jornalismo alternativo belenense.

.
Entre outras declarações, Neves conta como foi chutado pela cartolagem do Remo depois de ter dado tantas glórias ao Leão Azul. E também fala se conheceu algum colega de profissão "bicha".
A foto de Neves que ilustra o blog foi feita durante a entrevista, quando o atleta (que gostava bastante de uma cervejinha, como também confessa aos entrevistadores) tinha 29 anos.
.
***

Um comentário:

Ademar Oliveira de Lima disse...

Estive por aqui aprendendo um pouco!! Abraço Ademar!!!