quarta-feira, 9 de abril de 2008

Arraial do Pavulagem

A alegria que se impõe.
.
Poder-se-ia dizer: - a felicidade que move-se em cores.

Aleg(o)rias levadas em frenesi de vozes e aplausos que adquirem asas sobre o pendão dos sorrisos.
.
Os tambores, bois-homens, meninos no galope das canções e mulheres que vão de pouco em pouco crescendo a sensualidade aos olhos do sol...
.
Tudo isso >> expõe e propõe uma celebração da vontade popular.

(RF)
****

3 comentários:

Adina Bezerra disse...

Na pavulagem deste arraial, sempre a moçada é bem mais feliz.

- Nanna Reis. disse...

wyajhA manifestação mais contagiante de parte da cultura paraense!
coisa que eu adoroo!
aquele mar de gente,dançando,pulando,e cantando!
Contagia mesmo,arrepia do primeiro ao último fio de cabelo!

Saudade das pavulagens todo domingo,agora é esperar o mês de Junho anciosamente pra molecagem no boi começar! :)

jr-soares disse...

Prazer em fazer parte dos seus comentários. Abraços cheios de pavulagem. Aproveito para dizer que as oficinas preparatórias para o arrastão de junho começam no dia 10 de maio, no Centur, 19h. É só chegar e participar.