sábado, 5 de abril de 2008

“Enquanto não superarmos a ânsia do amor sem limites, não podemos crescer emocionalmente.Enquanto não atravessarmos a dor de nossa própria solidão, continuaremos a nos buscar em outras metades. Para viver a dois, antes, é necessário ser um."

***



2 comentários:

Tiago Júlio disse...

A dor da nossa própria solidão é irremediavelmente intransponível apesar de anestesiada. Antes de ser dois é necessário saber que não podemos ser um.

Muito bom os textos do senhor, parabéns.

ana wagner disse...

Vim conhecer o teu blog, Ronaldo. Interessante a diversidade de assuntos: festas, teatro, shows de tudo! Me dá uma invejinha boa pois mora aqui tão longe. Parabéns pelo
blog, Poetinha mas tens que postar mais poemas teus! Beijos
Ana Wagner