sexta-feira, 2 de abril de 2010


* Um poeta vem a conhecer certas coisas que são reveladas somente em um relacionamento poético com a realidade.
.
* No que se refere à esperteza mundana, o poeta é um tolo.
Ele nunca se desenvolverá no mundo da riqueza e do poder.
.
* Mas, em sua nobreza, ele conhece um tipo diferente de riqueza na vida que ninguém mais conhece.
.
* O amor é possível a um poeta, Deus é possível a um poeta.
.
Somente aquele que é inocente o bastante para desfrutar pequenas
coisas da vida pode entender que Deus existe,
porque Deus existe nas pequenas coisas da vida:
.
- ele existe no alimento que você ingere,
na caminhada que você faz pela manhã,
no amor que você tem por seu amado ou por sua amada,
na amizade que você tem por alguém.
.
* Deus não existe nas igrejas; estas não são partes da poesia, mas da política.
.
* Torne-se mais e mais poético.
.
* É necessário ter coragem para ser poético;
você precisa ser corajoso o bastante para ser chamado de tolo
pelo mundo, mas somente então poderá ser poético.
.
* E para ser poético, não quero dizer que você precisa escrever poesias.
.
Uma pessoa pode ser poeta e jamais escrever uma única linha de poesia,
e uma outra pode escrever milhares de poemas e ainda não ser poeta.
.
* Ser poeta é um estilo de vida.
.
É amor pela vida,
é reverência pela vida,
é um relacionamento sincero com a vida!
.
* ( Osho, em "Osho Todos os Dias - 365 Meditações Diárias")
.
*
Clik sobre as fotos >>vc vai vê-las ampliadas.
.
***

6 comentários:

Benny Franklin disse...

RON; Simplesmente maravilhoso. Palavras confeccionadas com finas estampas.
Abs.

Multiolhares disse...

A poesia vive na alma e quem tem essa poesia tudo é possível o sonho é eterno
beijinhos

Lígia Saavedra disse...

Caro Poeta

Não entendo muito de pessoas , mas sei de Deus e de poesia e vc foi divino nas palavras.

Feliz Páscoa!

Anônimo disse...

Mano Ronaldo,

Obrigado por me mandar sua coluna em primeira mão. Estou em Minas desfrutando do aconchego da Gugu e do Sr. Dico. Mamãe manda abraços e convida para o almoço de amanhã que terá como prato principal Costelinha com arroz.

Beijos Mano Véio.

Valdo

Glaíde Carvalho disse...

amei o texto amo poesias...
amo Osho e vivo a minha vida igualzinha a tudo que ele deixou...
vivo o Aqui Agora poeticamente!
Párabéns!!!

Joy Gwedzackhov disse...

Caro Ronaldo,

Essa publicação me emocionou profundamente, pois sou um desses "tolos" para com relação à esperteza mundana.

Um forte abraço!