sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Bandeira da Liberdade


Todo dia este blog hasteia a bandeira da liberdade – de opinar, de poetar, de prosear, como proseiam os amigos.
.
Alguém já disse que a democracia é uma plantinha frágil, que todo dia precisa ser regada. É o que faz, ou tenta fazer, este blog.
.
Como aquele passarinho que carrega no bico um pingo d’água para apagar o incêndio na floresta, nós também fazemos a nossa parte.
.Nem todos podemos ser Carlos Drummond de Andrade ou James Joyce, mas quando os lemos, um pouquinho deles se instala em nós. E a grandeza deles também se cumpre em cada um de nós, leitores.
.
O que este blog aposta – não em Las Vegas, mas na Pedreira, na Praça da República, na beira da Cidade Velha – é que é possível erguer esta bandeira da liberdade sem que ela tremule por este ou aquele partido, mas que ela, essa bandeira, se faça ao vento, sem lenço sem documento, tremulando por todos nós, no coração do Brasil, do brasileiro, bandeira deste país chamado Pará.
.
*Ronaldo Franco (RF).
.
***

3 comentários:

Pedrinho disse...

Meu poeta e parceiro!
Vim trazer um pingo dágua e regar a liberdade, a democracia, a poesia.
beijos do amigo

papistar_nunes disse...

È porisso que não deixo de vir aqui.Me embebedo de poesia, democracia, liberdade e a inteligência sensível de voce poeta. Obrigada pela oportunidade de purificar o meu espírito.smackssssssss

nega disse...

Esse é o poetinha que eu conheço, sempre dando espaço para todas as coisas boas que acontecem por esse Brasil, democraticamente.
bjks em ti meu poetinha.