sexta-feira, 9 de julho de 2010

A saia esculpe, no seu giro, o corpo leve.
...no olhar um ramo de música, à maneira dos passarinhos...
.

*Drummond

.

***

Um comentário:

Meméia disse...

stivaAh....quanta doçura...quanta ternura!!! Demais, Poeta Ron! Beijos serenos.