segunda-feira, 26 de julho de 2010


Julho sempre igual...
Carros engolidos pela maré:a burrice e a vaidade se afogam em Salinas.

Um comentário:

Odara disse...

É verdade! Fora os assaltos no atalho..

Por isso que fugi pra sampa e sabe que ver o pôr-do-sol no meio da selva de pedras tem lá sua poesia meu amigo?

:)