quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

Colagem > Max Martins



* Numa estrada de pó e esperança

.

16 comentários:

Duma disse...

Olá Ronaldo,
Muito obrigada por seguir o meu blog.
Venho visitá-lo de vez em quando!
Gostei muito desta imagem!
Até breve!
Duma

utopia das palavras disse...

Olá

Grata pela visita ao meu blog.

Gostei de aqui ter chegado, linda a imagem do seu post.

Do pó...se fazem os caminhos
se constroem os passos da esperança...!

abraço

mountdweller disse...

Dear friend Ronaldo F, Hello!

Thanks for visiting my blog. But regret that neither you nor me can understand each other language.

mountdweller disse...

sorry, typing mistake "others"

Cristiane Marino disse...

Olá Amigo Ronaldo!!!

Que bom receber sua visita em meu blog e mais ainda em tê-lo como seguidor. Foi uma prazer visitar seu blog é cheio de estilo e sensibilidade. Voltarei sempre.

Bjos
Cris

Multiolhares disse...

A bota e o passarinho, faz-me lembrar, a vida já gasta pela velhice e o ´passaro a cantar a alma imortal cheia de essência e continuidade
gostei do espaço, parabéns

Angela Ladeiro disse...

Grata pela visitinha ao meu espaço. Aqui também se está bem. Muito interessante a forma poética de descrever e as fotos que acompanham na perfeição.

João Menéres disse...

Ainda vou a tempo de APRENDER Max Martins !

Obrigado por seguir meus voos, caro Ronaldo.
Espero por você em todas as alturas que quiser lá pousar (para variar...)

Mari Amorim disse...

Ronaldo,
Obrigado pela visita,e por segui lo
lindo blog,adorei e voltarei

bjs

Mari

Delírios das Borboletas disse...

ola seu blog ganhou um selo pela sua qualidade va buscar seu premio no meu blog.

Luan A. Miolo disse...

tOi... eu de novo hauaha..

tm um selo pra vc la no meu blog e sem regras ^^

abrazz.

Lulih Rojanski disse...

Ronaldo, cerca de 10 anos atrás ganhei do amigo Fernando Canto um livro de um poeta que eu não conhecia, mas que me encantou à primeira vista - ao primeiro poema, digo. Era Não para Consolar, em cuja capa Max Martins exibe um charme que só os poetas podem possuir, os simples mortais não! E eu, que acredito que o livro é um ser que deve habitar outras almas depois de passar por nossas mãos, emprestei a um amigo, que emprestou a outro, o outro a outro, e assim por diante. Nâo sei por onde anda hoje o livro, mas a poesia de Max Martins está bem aqui, andando ao meu lado, e por toda minha vida.
Se o Ave, Palavra! lhe parece um bom lugar, volte sempre, você que é um pássaro sem pouso. Um abraço.

martagloria disse...

Oi, Ronaldo,
Seu blog é muito interessante, estarei sempre olhado pois gostei de suas idéias. Obrigado por ser meu seguidor. Abraços Marta Glória.

Sônia Brandão disse...

Mais suave se torna ao caminho quando ao pó se junta a esperança.

Obrigada pela visita e adesão ao meu blog.
Um abraço.

Jac. disse...

Obrigada pela visita, Ronaldo!
Certamente virei aqui com frequência. Gostei de você e sua
'gente'!
Gosto muuito de fotografia e esta
é especial! Me lembra o conceito
do direito e do avesso.
Pó e Esperança... tudo tem dois
lados!

Carinhoso abraço.

Anônimo disse...

ROZIRES DIZ; ESSA IMAGEM PARA MIM DEIXA IMPLICITO COMO OS DESAFIOS DA VIDA SÃO COMPLICADOS. MAIS DEUS NOS DA A FORÇA NECESSARIA PARA CONSEGUIRMOS.