quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

Uma só corda por muitas vezes fala


(...) Sobre o silêncio desce a música, um sentido,
Paixão que só se sente, não se entende.
Tarde e manhã se abraçam, norte e sul
.
Formam um casal intrínseco, e sol
e chuva um plural, como dois amantes
Fundidos num só corpo verdejante.
.
As trompas que na solidão ressoam
Não são de alguma outra solidão;
Uma só corda por muitas vezes fala (...)
.
Wallace Stevens
.
***

Um comentário:

Lucy disse...

Poeta,
Gosto desta poesia de autores que desconheço, mas que sinto.

Lucy