sábado, 10 de janeiro de 2009

Uma flor andando em Paris...


O instante é esse rosto
-uma ínfima e veloz porção
de uma flor andando-
.
Ela oscila
entre o triunfo de ser mulher
e a indizível
manhã em seus passos...
.
A rua se abre em
homens, mulheres,
bicicletas,vozes,
essas coisas comuns,
esse caminho de palavras...
.
E ela passa sol:
- despetala as sombras do dia
.
O amor
leva em seu lenço...
.
(RF)
***

11 comentários:

Anônimo disse...

Lindos versos, poeta Ronaldo.Adoro você.

Lídia Matos.

Anônimo disse...

Meu Deus, que inspiração linda, querido poeta.

Eliana Barreto.

Anônimo disse...

Uma lição clara e exata do fazer um poema verdade.
Sou sua fã.
Regina Campos (Unama)

Adina Bezerra disse...

Abençoada seja a musa inspiradora dos teus versos, agraciados somos nós por tê-los compartilhado por ti.

Anônimo disse...

Você me comove,poeta Ronaldo.
A fotografia é um instante parado. As suas palavras dão rumo à criação de um mundo poético.Com a urgência de nos dizer o que não vemos.
Adoro ler os seus poemas.

Ana Laura Lima- Rio de Janeiro

Anônimo disse...

Lindo,lindo,lindo poema.

Arlene Nunes

Anônimo disse...

Andei em Paris.rs


Fê Dias

Anônimo disse...

Esse poema me pegou em flagrante de voyeurismo.
Meus pés andaram nessa rua.Lindo poema.Instigante.

Vera Fraga. São Paulo.

Nadia Gal Stabile disse...

http://www.youtube.com/watch?v=0xfpNnPglWE&eurl=http://sarauxyz.blogspot.com/

ASSISTAM O VÍDEO COM ESTA BELÍSSIMA POESIA!! NESTE LINK AÍ DE CIMA!!!
ESTE FOI O 29º vídeo que fiz, e o sexto com poesias!! e foi o que mais acessos teve em menos tempo!! PARABÉNS GRANDE POETA!!! abrações

Anônimo disse...

Lindo.Lindo.Lindo.

Júlia Nobre. (Rio de Janeiro)

Anônimo disse...

Amo ler "você", as vezes me pego lendo e relendo o livrilho de poesias que ganhei, aquele que guarda minhas digitais impressas. Beijos no coração. Ana Carvalho