domingo, 1 de novembro de 2009

Tapete vermelho no sertão



Duas imagens recentes mostram como o Brasil e os Estados Unidos reverenciam o poder de formas diferentes.

A primeira, dos EUA, foi publicada pelos jornais no último domingo (11.out.2009). Mostra o presidente norte-americano, Barack Obama, reunido com sua equipe. É de autoria de Pete Souza, fotógrafo da Casa Branca.

A outra imagem é no sertão de Pernambuco. Mostra um tapete vermelho sendo estendido para a chegada do presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva. De autoria de Evelson de Freitas.
.
Qual é a diferença entre essas duas imagens?
.
Na reunião do presidente dos EUA, várias pessoas (Barack Obama, inclusive) usam canetas esferográficas ordinárias, dessas descartáveis.
.
À mesa, garrafinhas de plástico com água.
.
Algumas pessoas têm à sua frente aqueles indefectíveis copos de papelão tampados (possivelmente com o horroroso café que se toma por lá).
.
Há assessores com latinhas de refrigerantes, sem copo.
Em resumo, nada daqueles garçons com paletós brancos (em geral, com as bordas encardidas) servindo cafezinho e água em louça personalizada .
.
Na segunda foto, a imagem é autoexplicativa.
.
A cena estapafúrdia parece ter saído de um livro de realismo fantástico escrito por Gabriel García Márquez.
.
Um tapete vermelho para o presidente naquele ambiente chega a ser ofensivo ao próprio Lula.
.
Em resumo, a forma como o poder é tratado e se apresenta é um traço marcante do caráter e do estado de espírito de um país.
.
***

2 comentários:

Multiolhares disse...

Se o poder fosse ditado pelo coração, as diferenças acabariam, pelo menos as abissais que tanto destroem a humanidade
beijos

Anônimo disse...

Comunista é assim mesmo.