domingo, 30 de novembro de 2008

Janelas de Dezembro

Foto:Nega
Janelas : vãos cavados nas casas da memória,
e nelas surgem as saudades,
que se escancaram para a distância das coisas.
.
Nos rasgões das paredes do cotidiano,
debruçam-se as vozes
de calendários calados...
.
Janelas são
bocas das palavras domésticas:
liberdade do dizer para além delas.
.
Os dias de dezembro abrem-se para o mundo.
.
(RF)
.
***

2 comentários:

nega fulô disse...

Vi, não sem me sentir envaidecida, minhas fotografias postadas no teu bolg. Faço fotos porque gosto, porque vejo, porque sinto. Sou uma amadora da arte da fotografia. E quero continuar assim. Uma amadora, do verbo Amar.
Obrigada poetinha

Márcia Corrêa disse...

Sabe aquelas listas que a gente faz às vezes, sem ter nada pra fazer? Tentando decifrar os arquetipos que nos são mais caros? Pois bem, as janelas figurma na minha lista principal, junto com cataventos, beija-flores, e espantalhos.