terça-feira, 25 de março de 2008

Poeta Rita Apoena


2 comentários:

Adina disse...

Lindo poema-reflexão de Rita...
É como eu digo sempre: O poeta faz seus versos, espelhando a alma e eternizando breves momentos.

Adina Bezerra

Anônimo disse...

Parabéns, amigo poetinha! Seu blog, como sempre, é um primor. Um verdadeiro passeio pela literatura.
Poetinha só no nome, mas grande na arte poética.
Muito carinho da Maria Antonia