sexta-feira, 24 de outubro de 2008

Alma Feminina > Carmen Palheta


ALMA FEMININA I

Com as devidas reservas, independente de raça ou língua, alma feminina é sempre um universo de expectativas muito semelhantes quando o foco é a alma masculina.

ALMA FEMININA II
Dor de amor: em português ou espanhol, a busca eterna que não se abstém de dores e contentamentos que esta possa outorgar-lhes.

ALMA FEMININA III
Constatação após várias reuniões de “nenas” no mundo portenho.


TEMPO VADIO

Acorda, que a noite já nasceu
E se inicia o tempo das horas vadias
a rimar sonhos,
álcool
fantasias
A unir orgias e preces
em melodias...

Acorda! Pois já desponta a lua no outubro do céu
e apronta novo cenário
pra outro dia - uma cria sonâmbula pós pôr-da-lua –
Luta ingrata do tempo senil
E necessária do por vir...

Acorda, que a noite já nasceu
E como Orfeu
te entregas
a mais um alado sonho nos braços meus.

*****

Um comentário:

Marcus disse...

Sou um antigo amigo da Carmem Palheta e acabamos perdendo contato. Meu nome é Marcus Bentes. Meu e-mail é: marcusbentesufpa@gmail.com
Agradeço a intermediação.
Atenciosamente